E-mail de contato

contato@sagapolicial.com

Redes sociais

O ser humano “Por Trás da Farda”.

Recém-lançado, livro se baseia em histórias reais de policiais a fim de revelar o ser humano “Por Trás da Farda”.

16/05/2019 – Saga Policial

Release: O mote pode parecer simples. Pela posição privilegiada dentro do âmbito militar, um servidor civil da PM vivencia momentos de intimidade com diferentes policiais. E os partilha com o leitor junto de detalhes, singularidades e sensações. No entanto, cada encontro apresenta complexidades “Por Trás da Farda”, que desnudam indivíduos como qualquer outro que sofrem, sentem, se importam e batalham, com opiniões e sentimentos, muitos deles velados e desconhecidos, mas sempre pulsantes.

Lançado pela editora Viseu, o livro, que tem 252 páginas, proporciona essências e marcas que moldam o policial apesar de sobrepostas pelo pesado fardamento. Assim, são discutidos os riscos da profissão, as dificuldades do dia a dia, os preconceitos engolidos, a pressão familiar, as obrigações da sociedade e principalmente as transformações necessárias de se cumprir o dever.

A cada capítulo, personagens fictícios encarnam histórias reais que foram encenadas, às escondidas dos holofotes, nos Batalhões do Brasil.”

Para o autor E.J. Pereira, a obra nasceu da necessidade de expor situações rotineiras e impactantes que o policial vivencia no trabalho e fora dele, em decorrência de se empenhar a farda. “As pessoas não enxergam realmente quem são aqueles homens e mulheres fardados durante uma ocorrência. Meu intento é que a sociedade passe, ao descobri-los, a ter empatia, alteridade e respeito pela tropa e pela Corporação Militar diante das circunstâncias vivenciadas reiteradamente.”

A jornalista Patrícia Rocha, que assina o prefácio, define a história como uma poderosa desconstrução. “A cada capítulo, personagens fictícios encarnam histórias reais que foram encenadas, às escondidas dos holofotes, nos Batalhões do Brasil e, nesse livro, encontraram a profundidade que mereciam. Soldados, cabos, sargentos e subtenentes têm aflições sobre o peso da carga de trabalho na vida pessoal, renúncias, família e filhos. E, nessas páginas a seguir, fica a impressão de que dentro do universo militar, todas as angústias do ser humano são elevadas à décima potência e reprimidas até o último buraco da imponente farda.”


Trecho do 4º capítulo, intitulado “Sd Danilo”

‘ “As vistas necessitam de pouca calibração para permanecerem funcionais por toda a carreira. Mesmo depois que a natural transformação física militar tenha se perdido com uns quilos a mais num desleixo corporal, o olho requer apenas persistência operante para funcionar com tremendo escrutínio. O tirocínio policial, verdadeiro colete a prova de balas invisível, protege vidas. Com a observação vigilante e constante, o militar capta, muitas vezes, involuntariamente, o redor, as ameaças. Faz desconfiar do que subsiste imperceptível. Rapidamente, o PM identifica um “pila” pela roupa e pelo porte, e já quer abordar. Reconhece um irmão de farda à paisana pela roupa e pelo porte, e já quer prestar uma continência, saldar ou desviar. Diferencia as luzes de uma viatura da PM em relação a uma ambulância. É basicamente no olho que o policial saca toda a situação no milésimo de segundo em que pisa numa ocorrência. A suspeita perante um ilícito atinge prioritariamente as córneas.” ‘


O livro já pode ser adquirido nas versões digital e impressa no site da Editora Viseu, (www.eviseu.com/pt/livros/741/por-tras-da-farda/), ou por meio do contato com o autor. 

Para outras informações: ejpereira.19@gmail.com (@ejpereira.escritor) / www.facebook.com/ejpereira.escritor

Fonte: Saga Policial, por E.J. Pereira, autor “Por Trás da Farda”.

Compartilhar nas Redes

4 respostas para “O ser humano “Por Trás da Farda”.”

  1. Pacificador disse:

    Achei interessantíssimo o título do livro, mas peca na especificidade. Policial que não usa farda não entrou no rol de pesquisas por que? Certamente teria um conteúdo robusto a compartilhar. Toda essa carga, mencionada no release, de pressão vivida diariamente pra seguir no caminho do bem e correto o policial sem farda também nas sombras. O que pensa durante o cumprimento de um mandado de busca e apreensão… A execução mais perfeita tecnicamente em si para diminuir os riscos. Tudo isso é gostoso de viver. O pouco de experiência que tenho dentro da profissão demonstrou que o policial de farda e o paisano tem o mesmo objetivo, mas usam caminhos totalmente diferentes. Não que um caminho seja melhor que o outro. É simplesmente diferente.

    abs a todos

    • E.J. Pereira disse:

      Meu caro, concordo muito com você. A carga, os riscos, os desafios, os entraves são todos comuns aos policiais civis, federais, rodoviários, militares, além de guardas municipais e bombeiros. O senhor foi muito preciso: é preciso alcançar em toda ocorrência uma técnica perfeita pra cada especificidade do momento.

      A respeito do livro, realmente ele recai apenas nos policiais militares. Mais uma vez concordo que há similaridades de vivência em todos as instâncias da segurança pública. Contudo, acabei focando no universo em que estou inserido. Acho mais honesto escrever do que sei, presenciei e tomei conhecimento. Como escritor, fiz um recorte no âmbito da PM. Pode ser que haja um próximo volume com outros policiais.

      No mais, agradeço. E gostaria muito que o senhor tivesse acesso à obra (viabilizo um desconto na compra diretamente comigo). Assim, partilharíamos outras opiniões. Um abraço

      • Pacificador disse:

        Eu que agradeço a cordialidade meu irmão. Tive o impulso de escrever por estar cansado da rivalidade inútil entre as instituições de segurança pública. Obrigado pela resposta, fica na paz. Farei contato, abs

  2. C.Bueno disse:

    O tema é de fato relevante, vejo porém que o grande público, que deveria ser um alvo importante a conhecer e se interessar, infelizmente bem pouco conhecerá a obra. Talvez alguns conheçam. Veja que o SAGA é um espaço essencialmente acessado por um público também específico. Particularmente estudo para concursos e sempre busco obras que falem sobre o ofício da atividade policial. Certamente a grande utilidade de obras assim são de grande valia àqueles que desejam conhecer melhor através de depoimentos – muitos deles que nem podem ser dados formalmente no departamento – a vivência dentro atividade policial e de como ela ainda permanece de alguma maneira naquele que externamente está sem a farda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

48
missao papa fox cupom desconto
69
MISSAO PRF V6 CUPOM
70
300x250_estrategia
71
simulados missao pf prf pcdf
72
G_Display_336x628 (1)
317
turma missao prf 2019 simulados
Gostaria de anunciar ou apoiar o site

Parceiros

Gostaria de anunciar no nosso site, fazer uma parceria ou apoio? Saiba mais informações entrando em contato conosco através dos nossos canais de comunicação.

Entre em contato

O Saga Policial

O Saga Policial nasceu em maio de 2008 e se orgulha de ajudar milhares de candidatos nos concursos públicos da área policial por todo o Brasil, além de contribuir na luta diária por uma segurança pública melhor para todos nós.