E-mail de contato

contato@sagapolicial.com

Redes sociais

Polícia Federal não é só emoção, que bom.

Segundo artigo do colunista “APF do Norte”, pseudônimo de um policial federal novato que vai contar histórias do cotidiano profissional. “Diz aí se não é emocionante?!?” 

17/01/2017 – Saga Policial

Ninguém consegue viver de emoção todo dia. Basta ver o que acontece com os veteranos de guerras ou os Policiais Militares no Rio de Janeiro e São Paulo. Depressão, vício em drogas, vício em álcool e cigarro. Essa emoção de trocar tiro ou tensão de estar toda hora em um ambiente volátil e perigoso não é boa. A maioria não aguentaria.

Aqui na Polícia Federal há emoções fortes, como perseguir um assaltante ou, quem sabe, trocar tiros. E há emoções mais interessantes, que é quando você investiga e soluciona um caso depois de muito trabalho. Por mais que esse trabalho todo tenha sido feito dentro do escritório, com ar condicionado, usando somente os sistemas disponíveis.

Outro dia tive que ouvir um áudio de um inquérito e transcrevê-lo para o papel. O inquérito, por definição, é um processo escrito. Logo, o delegado mandou a ordem de missão: transcrever o CD do inquérito X. Aí vão me perguntar: porra, ordem de missão para isso? Sim. Ordem de missão pra tudo. E sempre com prazo, para ficar mais emocionante. Caso você queira mais emoção ainda, deixe para cumprir a Ordem de Missão no último dia. Sabendo que se atrasar pode tomar uma catracada do chefe ou um PAD (Processo Administrativo Disciplinar). Diz aí se não é emocionante?!?

Voltando ao foco. Tente transcrever o áudio de um CD que foi gravado com o barulho de uma britadeira ao fundo. Meu amigo, emocionante demais! Parece que o cara que está operando a britadeira adivinha a hora que o interlocutor, que está sendo gravado, vai falar algo importante e liga a barulheira bem na hora. E você passa e repassa essa parte do áudio até conseguir entender, ou não!

E desse tipo de emoção, vamos vivendo. Nem sempre dá para fazer, sempre aquilo que queremos. E lembre-se que as emoções fortes podem te matar. Talvez isso faça você querê-las com menos frequência.

P.S.: Pessoal, deixem comentários sugerindo temas ou com perguntas, para facilitar a vida do amigo de vocês aqui com novas ideias.

Fonte: Saga Policial, por “APF do Norte”*, Agente de Polícia Federal recém-formado na ANP, usa pseudônimo por opção e exigência operacional. Antes de ser PF, foi PRF e sempre atuou no norte do país. A intenção é inaugurar uma nova abordagem no Saga Policial e descrever atividades cotidianas da profissão. O blog do colunista é http://novopolicial.blogspot.com.br/

Compartilhar nas Redes

30 respostas para “Polícia Federal não é só emoção, que bom.”

  1. CarlosTibiriça disse:

    APF do Norte, parabéns pelos textos. Muito bom vê-lo aqui no Saga. Seria muito interessante pra mim, e acredito que para outros daqui, você falar sobre algo que aflige muitos que sabem que vão passar na proxima prova da PF, como eu. 🙂 Já que você é novato, é bom saber como está isso: Como foi o critério de escolha de lotação depois da ANP? Teve alguma lotação disponível em capitais? A pontuação que a gente leva da prova conta muito depois? Teve alguma exceção de alguém não ir para a fronteira? Eu assumo em qualquer lugar do Brasil!! Mas é só para saber, não custa né

    • APF do Norte disse:

      Vamos às respostas, Carlos:

      Como foi o critério de escolha de lotação depois da ANP?
      A escolha é feita na ANP. Sentamos num auditório chamado Teatro de Arena e botam um telão com todas as lotações e as respectivas vagas. Chamam o 01 da ANP e assim por diante. É pura emoção. Tem uns doidos que escolhem lotação horrível por pura diversão. Vai entender, né! E quando isso acontece, gritaria geral no auditório.

      Teve alguma lotação disponível em capitais?
      Muitas capitais. Inclusive São Paulo e Cuiabá. Mas teve Boa Vista, Manaus, Rio Branco, Porto velho, Belém… acho que foram essas.

      A pontuação que a gente leva da prova conta muito depois?
      Não conta absolutamente nada. Chegou na ANP, zera tudo.

      Teve alguma exceção de alguém não ir para a fronteira?
      Muita gente não foi. Vida as lotações em capitais. Só para Cuiabá foram umas 40 vagas. Mas fronteira é tudo de bom.

  2. JuDorneles disse:

    Hahaha, adorei.
    Realmente essa história de tensão todo dia não é legal, sou esposa de Policial Militar e aqui a situação tá de guerrilha ultimamente. É a sensação de um mini-infarto a cada vez que ele sai pro serviço…

  3. Lucas disse:

    Excelente texto! Vou dar uma boa olhada no seu blog!
    Gostaria muito de um texto falando sobre a vida privada do APF, como a família lida com a situação, como foram os primeiros meses e as expectativas para o futuro da corporação.
    Mais uma vez, excelente texto, parabéns!

  4. Felipe Braga disse:

    Mito bom, guerreiro! Deus abençoe a caminhada. Adsumus!!

  5. Uilian disse:

    Motivação pura! Por isso que a vocação é importante. Falar sobre as lotações seria interessante.

  6. Fabio disse:

    Comenta ai então… quem rala mais, o agente ou o escrivão? Coloca o dia a dia dos dois pra gente, o que você tem visto dos novos empossados nos respectivos cargos.
    Valeu , aguardamos

    • APF do Norte disse:

      Fábio, o escrivão! Hoje mesmo, após uma busca e apreensão, o escriba continuou trabalhando, e os agentes ficaram de boa só para assinar os documentos.
      Escriba trabalha mais.

  7. Daniel disse:

    PF ou PRF na tua opinião?

    • APF do Norte disse:

      Rapaz, essa é uma pergunta de prova.
      Eu estou curtindo mais o trabalho da PF. Mas a PRF é muito bom também. Só que não tem quase nada de investigação, né!
      Todas tem seus prós e seus contras.
      PF tem os contras de ter delegado, e a polícia ser feita para eles. PRF tem o contra de só ser BR.
      Mas vai de cada um. Eu saí da PRF com muito medo de me arrepender. Até agora, tudo nos conformes 🙂
      Ajudei?

    • APF do Norte disse:

      Esqueci de dizer. O Salário da PF é 2 mil maior que da PRF. Isso conta muito!!!

  8. Joaquim disse:

    Legal!!! Seus textos são viciantes. Li 3 de uma vez. Estou na pegada dos estudos pra ser Delta e seus textos tem me ajudado bastante na motivação. Abraços.

  9. Marcos Aparecido Camargo disse:

    Caro amigo como vai sou de SP e estou estudando para a PRF. a minha pergunta é a seguinte o que te fez mudar da PRF para a PF?? Obrigado pela atenção.

  10. Mariana Menezes disse:

    E quanto ao risco, em qual das polícias vocês acha que há mais exposição, PF ou PRF?

  11. Vinicius disse:

    Amigo, estou indo para o segundo ano do curso de direito, do qual adentrei visando fazer concurso para APF. Também sou formado técnico em contabilidade. De certa forma, essas são as duas matérias dominantes na prova? Fico mais preparado, isso logicamente com muito mais estudo focado na prova em si ? Ou a área de graduação não beneficia em nada ?

    • Saga Policial disse:

      Vinicius, a graduação logicamente adianta apenas por você já ter visto a matéria. É necessário um estudo direcionado ao edital da PF, pois há muito conteúdo em um curso de graduação que não é cobrado na prova. É necessário um estudo mais específico aos itens do edital. Você está no caminho certo, basta direcionar seus estudos para o concurso ao final de sua graduação. Sucesso! Força e Honra!

  12. Willian disse:

    Por que, quase ninguém quis ser PF aqui em São Paulo? E ruim em qual sentido ?

    • APF do Norte disse:

      Willian, não entendi. Explica, por favor.

      • Willian disse:

        Boa noite, tudo bem? Vou tentar explicar.
        Você tinha dito em algum comentário, que não e difícil ser Federal em São Paulo, que quase ninguém quer. Por que quase ninguém quer trabalha em São Paulo? Eu jurava, que São Paulo era o lugar mais disputado. E muito bom ler os textos, as perguntas. Desde já agradeço pela atenção. Mto bom o trabalho!
        E só mais uma dúvida. Essa e a dúvida hahaha PF e PRF pode ter tatuagem amostra ou não? Por exemplo nos braços. Mto obrigado.

        • APF do Norte disse:

          Em sampa é muito trabalho. E pra viver aí vai pagar muito caro. Fora que morar perto da Superintendência da PF é muito raro.
          São Paulo está longe, bem longe mesmo de ser umas das mais disputadas! Apesar da violência, o RJ é muito disputado. Bem mais que sampa! hehehe

          Não há problema em ter tatuagens. Tem uns policiais que parecem um gibi. Sem problemas.

  13. W. Pimenta disse:

    PARABÉNS PELA APROVAÇÃO!!
    *Qual foi sua nota na prova objetiva?
    *Mesmo já sendo da PRF, o que achou do TAF da PF?

    Desde já, grato.

    • APF do Norte disse:

      TAF da PF é bem parecido com o da PRF. Eu tinha feito o TAF de escrivão da PF também. Achei o TAF bom. Basta treinar.
      Pontuação foi entre 64 e 87.

  14. Lívia Gamboa disse:

    Boa noite, Apf do Norte! Sempre achei que região de fronteira fosse área vermelha, muito perigosa! Mas pelo jeito, é tranquilo. Trabalhei numa área assim há 3 anos atrás como professora. Acho que eu não teria problemas para me adaptar. Vou fazer esse concurso e espero ir para a fronteira. Acho que vou gostar muito! Estou me preparando para isso e esperado o edital, mas acho que vou guardar minha ansiedade para o dia da prova! Vc ainda está na fronteira? Vc deve ver paisagens lindas aí, né? Onde eu trabalhava era lindo!

    • APF do Norte disse:

      Lívia, estou na fronteira sim.
      Já aproveitei algumas paisagens e passeios patrocinados pela PF. Aqui, esse passeios são denominados de “missão de mato”. Confesso que não sou muito fã não. Uma vez por ano tá de bom grado.
      Passa no concurso, depois você pensa na lotação.
      Mande ver aí nos estudos!!

  15. André Menezes disse:

    Eu tenho uma dúvida que aliás muitos amigos concurseiros possuem. Como que funciona o curso de formação na PF em relação à manter contatos com a família… É permitido nas horas de descanso manter algum tipo de contato (celular) ou é obrigado a manter um isolamento total? Falo isso pois muitos são casados, pais (mães) de família… Então é sempre bom ter uma noção de como as coisas funcionam.
    Agradeço desde já.

    • APF do Norte disse:

      André, não é prisão não, irmão.
      Só não pode usar celular durante as aulas.
      No alojamento pode usar a vontade. Pode sair nos finais de semana tamb´rm

      • Rodrigo Paiva disse:

        Sempre sai para o Norte e fronteiras qual o tempo para.pedir transferência? E na hora de escolher a lotação aparece outras cidades que não estão no edital??

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

48
v4
69
CUPOM DESCONTO VÁLIDade_
70
300x250_estrategia
71
1270 APROVADOS NA MISSAO
72
redacao prf cupom
317
prf-300x250 (1)
Gostaria de anunciar ou apoiar o site

Parceiros

Gostaria de anunciar no nosso site, fazer uma parceria ou apoio? Saiba mais informações entrando em contato conosco através dos nossos canais de comunicação.

Entre em contato

O Saga Policial

O Saga Policial nasceu em maio de 2008 e se orgulha de ajudar milhares de candidatos nos concursos públicos da área policial por todo o Brasil, além de contribuir na luta diária por uma segurança pública melhor para todos nós.