E-mail de contato

contato@sagapolicial.com

Redes sociais

Policiais Federais querem concurso PF para Escrivão

FENAPEF COBRA CONCURSO PARA TODOS OS CARGOS DA PF

Entidade enviou ofício ao ministro da Segurança Pública e à diretoria-geral da PF pedindo melhor adequação das vagas no concurso previsto para este ano.

[Atualização: abril/2018] – PORTARIA CONCURSO PF PUBLICADA

Foi publicada no Diário Oficial da União em de 20 de Abril de 2018 a Portaria de Autorização do próximo Concurso da Polícia Federal 2018 e foram liberadas 500 vagas no concurso PF, na seguinte distribuição:

  • Delegado da PF: 150 vagas
  • Perito Criminal: 60 vagas
  • Escrivão da PF: 80 vagas
  • Papiloscopista: 30 vagas
  • Agente da PF: 180 vagas

Ainda de acordo com a portaria, o edital da Polícia Federal deve ser publicado em até 6 meses, a contar da data de publicação da portaria. Isto é, o edital deve ser publicado NO MÁXIMO até Outubro de 2018.

Entre na melhor Turma de Simulados para o Concurso PF: a MISSÃO PAPA FOX – Aqui tem CUPOM DE DESCONTO!

02/04/2018

A Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef) e os sindicatos que representam a classe enviaram, na quinta-feira (29), ofício ao ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, e ao diretor-geral da PF, Rogério Galloro, questionando a distribuição das vagas no concurso público (Concurso PF 2018) previsto para este ano.

Em janeiro, a Federação entrou em contato com a diretoria-geral, ainda sob o comando de Fernando Segóvia, pedindo mais esclarecimentos sobre o cargo de escrivão, que não estaria contemplado no futuro certame. A diretoria informou na ocasião que aguardava a unificação dos cargos de escrivão e de agente, já que o pedido faz parte do plano de reestruturação da carreira.

Porém, desde a mudança na direção-geral da PF, em fevereiro deste ano, não houve andamento da solicitação. Mesmo que haja a junção dos cargos de escrivão e de agente na reestruturação, a Federação esclarece que vai lutar para que a vaga de escrivão da Polícia Federal seja incluída ainda neste concurso, já que existe deficiência no quantitativo do cargo.

Em fevereiro, após a posse de Raul Jungmann como ministro da Segurança Pública e o anúncio do concurso, os cargos foram distribuídos nas 500 vagas previstas, sendo 180 para agentes, 150 para delegados, 30 para papiloscopistas, 60 para peritos e 80 para escrivães.

“Pedimos que seja feita uma melhor adequação das vagas, com destaque para os cargos de escrivães, visando corrigir a distorção hoje existente”, comenta o presidente da Fenapef, Luís Antônio Boudens. No ofício, a entidade e os sindicatos pedem também explicações a respeito da reestruturação dos cargos dentro da PF.

A autorização para realização do concurso é resultado de uma intensa batalha travada pela Fenapef junto à direção-geral da Polícia Federal e às pastas do governo de Planejamento e, até então, da Justiça. A ideia é que as vagas sejam melhor distribuídas.

Reestruturação

A regulamentação da carreira policial é uma das principais bandeiras das entidades de classe que representam a PF. Entre os pontos de consenso entre as lideranças, está a necessidade de fixar, de forma taxativa, as atribuições de cada cargo. A negociação também é pelo reconhecimento legal de atribuições complexas realizadas pelos policiais federais e pela unificação dos cargos.

Fonte: Comunicação Fenapef

Compartilhar nas Redes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

48
NOVA LOGO MISSAO PRF
69
NOVO LOGO MISSAO PF
70
300x250_estrategia
71
TURMA DE SIMULADOS
72
Curso Teoria PRF
317
prf-300x250 (1)
Gostaria de anunciar ou apoiar o site

Parceiros

Gostaria de anunciar no nosso site, fazer uma parceria ou apoio? Saiba mais informações entrando em contato conosco através dos nossos canais de comunicação.

Entre em contato

O Saga Policial

O Saga Policial nasceu em maio de 2008 e se orgulha de ajudar milhares de candidatos nos concursos públicos da área policial por todo o Brasil, além de contribuir na luta diária por uma segurança pública melhor para todos nós.